Logomarca NCA Comunicação

Dez21

Banho de Rio.

Escrito por Edson Vidal Categorias // Flagrantes do mundo jurídico Lidos 34

Juro que apesar de tentar resistir heroicamente o calor do verão, que ainda não começou oficialmente, não consegui e dei um pulo até as cavas do rio Iguaçu para me refrescar de corpo e alma. Minha vontade era chegar e entrar na água com o carro e tudo. Mas não consegui.

O rio estava repleto de banhistas. Acabei desistindo. Estacionei o veículo, com o ar condicionado ligado, e fiquei apreciando cheio de inveja os banhistas se refrescando. Pensei na raiva de não ter pagado mais as mensalidades do Clube Curitibano e ter ficado sem a piscina. É que o dinheiro não está fácil e a ordem foi cortar as despesas.

É por isso que escolhi o rio Iguaçu, onde quem não pode molhar o corpo inteiro pelo menos coloca os pés no rio. Com o calor sufocante, carro parado, interior refrigerado, música do disk play tocando arranjos da orquestra de Glen Miler, fechou os olhos e não senti mais nada. Só acordei a noite, com um homem estranho, de roupa de seda e turbante, batendo com o dedo na janela do carro.

Sonolento, abaixei o vidro:
- senhor desculpa lhe incomodar - disse o desconhecido - eu e meus amigos estamos perdidos...

Olhei melhor para os lados e vi outros dois homens, com roupas parecidas, turbante nas cabeças, segurando três enormes camelos:
- Sim, em que posso ajudá-los? - Perguntei com certo receio, pois não havia mais ninguém no lugar.
- Aqui é Belém?
- Belém? -retruquei intrigado:
- Não, meu nobre, aqui é o rio Iguaçu.
- Putz, a estrela guia nos orientou errado, o nosso objetivo era alcançar o rio Belém, aonde iríamos ao encontro do salvador!

De imediato olhei para o céu e vi uma estrela que brilhava mais do que as outras.

Emocionado, arisquei:
- Vossas Eminências por acaso são os três Reis Magos?
- Não. - respondeu o meu interlocutor - nós somos afegãos fizemos uma longa viagem seguindo a estrela cadente, trazendo presentes para arrebatar o salvador das malhas da Polícia Federal. Ordens do Bin!
- Mas ele não morreu?
- Claro que morreu; as ordens são do nosso líder Bin Salabim Binbin.
- Ah! Entendi, pensei que tivesse sido do outro Bin, o Osama. Posso levá-los até o rio Belém, se quiserem.
- Claro, que queremos! - Respondeu agradecido o estranho - lá , pelo mapa que temos, é o nosso ponto de partida...
tentei ligar o carro e ouvi “plic”. Veiculo parado, com aparelhos ligados, a bateria descarregou. Só sei que cheguei ao rio Belém, com o carro puxado por três camelos.

Seus donos caminhavam aos lados e eu na direção. Quando chegamos ao rio Belém o sol matinal estava aparecendo entre as nuvens. Os afegãos agradeceram. Foi quando eu falei:
- Vocês vão me deixar aqui, com meu carro sem funcionar?
- Claro que não respondeu o Abdul, o afegão que sabia falar português - Se você quiser pode nos acompanhar. Temos dinamite para você atirar
na federal!
- Não! - respondi enfático.
- Então fique aqui mesmo, nós temos que continuar para cumprir nossa missão.

Preferi ficar calado. O trio se afastou do local. Vi pessoas olhando os três homens troteando os camelos a toda velocidade rumo ao centro da cidade. Fiquei pensando no que fazer: se não comunicar a polícia eles podem arrebatar o Lula da prisão.

Daí a coisa vai ficar feia. Decidi telefonar para a polícia e contar sobre os terroristas. Peguei meu celular e constatei que estava sem bateria. Olhei para os lados e só vi o filete de água do rio Belém e nem uma viva alma. Comecei a ter fibrilação cardíaca.

Entrei em desespero. Eu não tinha meios para avisar ninguém sobre os cameleiros e suas intenções criminosas. Meu pulso estava a mil, suando, comecei a sentir dor de cabeça e quando acordei estava deitado em uma espreguiçadeira, ao lado da piscina do Clube Curitibano, com varias pessoas em minha volta, e um médico ao meu lado, medindo minha pressão:
- Não foi nada. - disse o esculápio - ele teve apenas uma queda de pressão e desmaiou, mas já vai melhorar.

Ouvi tudo sem dar um pio. Fiquei feliz. Tive uma alucinação. Depois de me recuperar fui ao estacionamento do clube, peguei meu automóvel e quando entrei na rua, vi uma multidão na Avenida Getúlio Vargas, todos caminhando no mesmo sentido, em direção ao centro da cidade.

Abri o vidro do carro e perguntei para uma senhora idosa, que estava na calçada, de mãos postas e rezando:
- Senhora, por favor: quem as pessoas estão seguindo?
- Meu filho, que Graça Divina, eles estão seguindo os três Reis Magos que estão indo em direção do salvador, para liberta-lo das maldades do mundo!
- Quem disse isso?
- Eles...

Incrédulo e temendo o pior, acionei meu veículo e fui para casa. Eu estava exausto e não queria mais confusão. Assim mesmo torci que o bando de desocupados que toma conta da Praça Afonso Botelho (aquela na frente do campo do Atlético), fizessem um arrastão na hora dos três cameleiros passarem, para se apoderarem das armas e da dinamite.

Também não seria nada mal que ficassem com os três camelos para servirem na ceia de Natal.

Cheguei a cada, liguei a rádio Bandnew e ouvi:
- Notícia de Curitiba, urgente: três homens chegaram na Superintendência da Polícia Federal e pediram para ver o Lula. O delegado permitiu. Então os três cameleiros chegaram à cela do Jararaca e disseram para ele:
- Salvador...
- Xi, não sou salvador e nem sei quem ele é; pois eu não sei nada, nadinha ...

Os cameleiros então frustrados deixaram Curitiba e estão se dirigindo à Brasília. Eles disseram que entenderam erradas as ordens de Bin. A missão era arrebatar o Marco Aurélio do STF, para salvar o Brasil! Satisfeito, desliguei o rádio, me aninhei na cama e dormi o melhor sono de minha vida...

“O calor pode causar alucinações e até confundir a missão de guerrilheiros. Principalmente quando eles são estrangeiros e não conhecem a quem salvar: se o malfeitor ou o País!”
Edson Vidal Pinto

blog comments powered by Disqus

Blog da Bebel

Ekôa Park inicia programação 2019 com cursos especiais de bioconstrução

Revestimentos naturais e hiperadobe estão entre os conhecimentos que serão oferecidos no Tekôa, com prática na Casa-Viveiro

Leia aqui

Instituição que atende crianças com câncer de todo o Brasil cria aplicativo

Facilidade, rapidez e praticidade para ter acesso a todas as informações sobre a APACN e para realizar doações

Leia aqui

Natal com 70% de desconto promete movimentar Curitiba

Mais uma edição do Bazar Moda do Bem está chegando nos dias 7 e 8 de dezembro

Leia aqui

Flagrantes do Mundo Jurídico

Aves Urbanas.

Em Curitiba resido na frente do Parque da Copel, no Barigui do Champagnat, portanto vejo quantidade de aves das mais variadas espécies. As saracuras andam em bando ciscando o gramado bem cuidado daquela empresa e bem cedinho, com seus grunhidos que batem nos tímpanos, elas atrevidamente em coro chamam a chuva. E nunca erram seus prognósticos sonoros.

Leia aqui

Dilema Assaz Cruel!

A indecisão é o purgante da vida. Quando chega o momento de definir se é melhor dizer, ouvir, calar, der as costas, enfrentar, perder as estribeiras ou para onde viajar, surge uma incógnita na cabeça, antes da própria dor de cabeça.

Leia aqui

Nome de Rua.

Às vezes fico me perguntando como os nossos vereadores são criativos para escolher nomes de ruas, escolas e prédios públicos. Dentre estes últimos o mais recente foi o nome dado ao antigo esqueleto que seria o fórum de Curitiba, que depois de pronto foi denominado “Palácio das Araucárias” que hoje abrigam algumas secretarias de estado.

Leia aqui

No balcão sem frescura

Italianos e o Churrasco...

Quando criança, íamos passar o final de semana na chácara em São Luiz do Purunã. Me recordo de acordar aos domingos com o sino da igreja soando de maneira extremamente delicada, é algo que até hoje tem um significado

Leia aqui

Festival de Petisco em bares de Curitiba

Os amantes das comidas típicas de bares assim como eu, poderão se deliciar com o 1º Festival de Petisco de Curitiba

Leia aqui

“Típica dos botecos”, carne de onça vira patrimônio de Curitiba

Votação unânime na Câmara de Vereadores, nesta segunda-feira (5), promoveu a carne de onça – “uma comida típica dos botecos” – a patrimônio cultural imaterial de Curitiba (005.00096.2016)

Leia aqui

Mamãe, eu quero!

Bolachas Decoradas de Natal entram na lista de presentes

Uma receita familiar é o início da história das Bolachas Vovó Elza

Leia aqui

Drone Kids School abre cursos de férias em Curitiba

Demonstração será neste sábado, aberta ao público

Leia aqui

Para a alegria das crianças, já é Natal!

O Natal Curitibano está cheio de magia e até o final do ano tem muitas atrações para os pequenos. Além do Papai Noel, vai ter Galinha Pintadinha, princesas da Disney e outras surpresas.

Leia aqui

E-ticket

Viajar de carro no Brasil

Cada vez mais as road trips são um novo segmento de destaque entre os Brasileiros. O resgate de viajar de carro é poder explorar e conhecer sem pressa os encantos de cada região

Leia aqui

Barreado fora de Morretes!!

Com esses dias frios, nada como comer bem. A dica de hoje é uma tradicional receita do litoral Paranaense: o barreado. Mas nem só em Morretes, podemos degustar essa maravilha e por isso mesmo listamos algumas opções locais imperdíveis

Leia aqui

Chope nas alturas

Sim, a notícia mais comentada da semana no setor de Turismo, depois das Olimpíadas, foi a divulgação da companhia aérea holandesa KLM que a partir de agosto, passará a servir chope de barril em seus voos

Leia aqui

Aplausos

Musical com teatro de bonecos anima o fim de semana no Shopping Estação

Espetáculo Voou será apresentado no sábado (24) e no domingo (25)

Leia aqui

Curitiba recebe exposição fotográfica de Marina Klink

Registros da Antártica representam o olhar significativo da fotógrafa sobre as riquezas naturais do planeta

Leia aqui

Caixa Cultural Curitiba apresenta o samba de Anaí Rosa

Cantora paulista vai se apresentar com músicos de Curitiba

Leia aqui