Logomarca NCA Comunicação

Fev11

Nunca Mais!

Escrito por Edson Vidal Categorias // Flagrantes do mundo jurídico Lidos 19

Como é dia de descanso vou procurar escrever alguma coisa que não perturbe a mente, nem exija reflexões e muito menos sirva para aborrecer. Afinal domingo é um dia para não pensar muito e esquecer-se dos enigmas do cotidiano.

Não vou falar de economia, de política, de tragédias, do STF, de doenças, da Amazônia, de ideologia, do Afeganistão, do Maduro, do Requião, da Rede Globo de Televisão e nem do Lula. Paro por aqui senão vai faltar assunto para minha crônica.

Vou escrever sobre viagem, sim, pois não existe nada melhor do que viajar, não é mesmo? Pois é, só que não é viagem de lazer, aquela que é um deleite para a alma; não, é sobre viagem de serviço, de negócios, que nada mais é do que uma obrigação a cumprir. E olhe que entre esses dois “tipos” de viagem existe um abismo de diferença. Nada que se faz por obrigação chega a ser prazeroso, muito menos viajar.

E quando é de avião para poupar tempo à ansiedade é maior e mais preocupante.
- Será que essa geringonça não vai atrasar? Vou chegar a tempo na reunião?

Não me esqueci de nada? O piloto tem brevê? Sua saúde vai bem? Puseram combustíveis no avião? Será que a reunião é hoje mesmo?

E quando o avião está no ar não adianta pensar em muita coisa, além das contas a pagar e rezar quando a aeronave dá uma sacudidela.

O episódio que vou narrar aconteceu comigo em uma viagem por obrigação do serviço. Foi mais ou menos nos idos de 1.997, do século passado, quando estava Secretário de Estado da Justiça e fui de avião de carreira para Brasília a fim de discutir com o então Ministro da Justiça Nelson Jobim, sobre a criação de Penitenciárias indústrias no Paraná, que infelizmente foi construída apenas uma só, em Guarapuava, e não como eu havia planejado.

E como seriam uma reunião designada para as catorze horas na sala do Ministro e não teria outras compromissos na Capital, resolvi fazer uma viagem tipo “vapt-vupt” , ida e volta no mesmo dia. Estava acostumado, pois quando podia era sempre meu deslocamento preferido, pois gosto de dormir em casa. E como sempre eu viajava de terno e gravata.

Nessa viagem optei por um terno claro fugindo das cores azul e preta. E me dei mal. Três coisas eu não gosto de fazer quando a viagem aérea não é muito longa: comer, beber e for ao banheiro. Não sei por que naquela viagem resolvi tomar uma Coca-Cola quando o avião estava na iminência de pousar em Brasília.

Como a sede era grande resolvi encher o copo de plástico sobre a mesinha aberta na frente de meu assento. Quando terminei de colocar o líquido o avião “caiu” no vácuo e o copo virou todinho na minha calça clara do terno. Nem deu para tentar levantar de porque eu estava com o cinto da poltrona preso na minha barriga. Senti o líquido escuro de o refrigerante atravessar a parte da frente da minha calça e empapar o meu fundilho.

Eu literalmente estava sentado na Coca-Cola, quando ouvi no alto-falante:
- Tripulação: preparar para aterrissar!

Nem pude tirar o cinto de segurança e ficar em pé para tentar ao menos avaliar a situação em que me encontrava. Fiquei escorregando no assento encharcado até o último momento, ou seja, quando a turbina do avião foi desligada. Felizmente eu estava sentado ao lado da janela e fui o último passageiro a levantar.

Eu sentia como se tivesse diarreia e evacuado vestido de terno e gravata. Levantei da poltrona e andei pelo corredor da aeronave como o Mazzaropi nos seus bons e inocentes filmes; não tinha quem não olhasse. E como a viagem era rápida eu carregava apenas uma maleta de mão contendo: além do projeto da penitenciária, um pijama (para o imprevisto de um pernoite não programado), pasta e escova de dente. Bem, acho que relatei o suficiente o drama que passei nessa viagem.

O leitor pode doravante usar da imaginação para saber do meu constrangimento na presença do Ministro. Eu não me dei vencido e o projeto foi aprovado com louvor. E muito riso. Daí em diante eu só pensava na viagem de volta. No aeroporto eu me senti um astro de cinema: não tinha quem não olhasse.

Além da minha calça de terno claro as minhas meios também estavam úmidas de Coca-Cola. Eu devia estar mesmo ridículo, pois quando cheguei em casa e minha mulher me viu até ela caiu na gargalhada. Foi quando até eu consegui rir. Desde então quando tenho de viajar a serviço nunca mais uso terno claro, até em viagem de turismo a minha calça sempre é de cor escura. E a Coca-Cola? Só mesmo para desentupir ralo...

“Como é bom rir da desgraça alheia; claro quando esta é reversível. E a gente sempre acha que tudo de ruim só acontece para os outros, não é mesmo? Mas não é. O imprevisto acontece para todos nós, basta estar vivo!”
Edson Vidal Pinto

blog comments powered by Disqus

Blog da Bebel

Novo espaço 1903 Batel inova em união de conceito de gastronomia e motocicletas

Empreendimento no Batel traz conceito sofisticado e moderno em um espaço descontraído

Leia aqui

BE CAUSE - Campanha de Ajuda Humanitária

Evento promove intercâmbio entre as diversas culturas de refugiados em Curitiba

Leia aqui

Uma vida dedicada à inclusão

Norte-americano Brad Guidi falou em Curitiba sobre o Camp Big Sky, iniciativa que oferece lazer e conhecimento a pessoas com deficiência de todas as idades

Leia aqui

Flagrantes do Mundo Jurídico

Ódio no Coração.

Infelizmente gerações de brasileiros ainda não souberam o que é viver em um país próspero, seguro e bem governado. Claro que não vou às raízes do Brasil colônia ou império porque seria muito exagero sondar um passado tão mal contado, com episódios históricos envoltos em fatos e fantasias. Tem muita coisa encoberta nos textos da história que aprendemos na escola.

Leia aqui

O Homem que Roubava Processos.

Como é bom e útil ler livros; não importa o nome dos autores e sim seus conteúdos; sejam de histórias, contos, técnicos, ficção ou de autoajuda.

Leia aqui

Nunca Mais!

Como é dia de descanso vou procurar escrever alguma coisa que não perturbe a mente, nem exija reflexões e muito menos sirva para aborrecer. Afinal domingo é um dia para não pensar muito e esquecer-se dos enigmas do cotidiano.

Leia aqui

No balcão sem frescura

Italianos e o Churrasco...

Quando criança, íamos passar o final de semana na chácara em São Luiz do Purunã. Me recordo de acordar aos domingos com o sino da igreja soando de maneira extremamente delicada, é algo que até hoje tem um significado

Leia aqui

Festival de Petisco em bares de Curitiba

Os amantes das comidas típicas de bares assim como eu, poderão se deliciar com o 1º Festival de Petisco de Curitiba

Leia aqui

“Típica dos botecos”, carne de onça vira patrimônio de Curitiba

Votação unânime na Câmara de Vereadores, nesta segunda-feira (5), promoveu a carne de onça – “uma comida típica dos botecos” – a patrimônio cultural imaterial de Curitiba (005.00096.2016)

Leia aqui

Mamãe, eu quero!

4ª Corrida Kids no Shopping Jardim das Américas

O evento mais esperado do Shopping Jardim das Américas já tem data marcada

Leia aqui

Férias em Curitiba

Está faltando ideia de programação para as férias? Fizemos um roteirinho para ajudar!

Leia aqui

Bolachas Decoradas de Natal entram na lista de presentes

Uma receita familiar é o início da história das Bolachas Vovó Elza

Leia aqui

E-ticket

Viajar de carro no Brasil

Cada vez mais as road trips são um novo segmento de destaque entre os Brasileiros. O resgate de viajar de carro é poder explorar e conhecer sem pressa os encantos de cada região

Leia aqui

Barreado fora de Morretes!!

Com esses dias frios, nada como comer bem. A dica de hoje é uma tradicional receita do litoral Paranaense: o barreado. Mas nem só em Morretes, podemos degustar essa maravilha e por isso mesmo listamos algumas opções locais imperdíveis

Leia aqui

Chope nas alturas

Sim, a notícia mais comentada da semana no setor de Turismo, depois das Olimpíadas, foi a divulgação da companhia aérea holandesa KLM que a partir de agosto, passará a servir chope de barril em seus voos

Leia aqui

Aplausos

Raimundo celebra 25 anos do disco de estreia em Curitiba

A turnê comemorativa de lançamento do álbum homônimo de estreia tem como convidado ilustre: Fred Castro, baterista original do grupo e passa pela capital paranaense no próximo dia 06 de abril na Ópera de Arame. Ingressos já estão à venda

Leia aqui

Gabriel O Pensador se apresenta de forma gratuita em Curitiba

Pocket show no dia 28 de fevereiro abre a programação do Conexão Shopping Curitiba de 2019

Leia aqui

Cantor americano BLACKBEAR traz show inédito a Curitiba

Pela primeira vez no Brasil, rapper se apresentará no palco da Ópera de Arame. Os ingressos já estão à venda

Leia aqui