Logomarca NCA Comunicação

Out26

Halloween: o dia ‘gringo’ de pregar sustos faz sucesso por aqui

Categorias // Geral Lidos 144

“Travessuras ou gostosuras?” Você com certeza já ouviu, em algum filme ou seriado hollywoodiano, essa pergunta sendo feita por crianças fantasiadas de mortos-vivos, monstros, fantasmas ou bruxas, que batem de porta em porta na vizinhança atrás de guloseimas, prontas a fazer uma traquinagem no caso de não serem atendidas. Nos Estados Unidos, essa uma das principais brincadeiras da festa de Halloween, que acontece sempre na noite do dia 31 de outubro. Mas a celebração, muito popular no hemisfério norte, se espalhou pelo resto do mundo, e chegou também ao Brasil. Aqui, damos dicas para as comemorações das casas em Curitiba ficarem ainda mais assustadoras e divertidas. Se você mora em casas em condomínios fechados, é bom reunir os vizinhos e deixar tudo mais alegre e sinistro. Quanto mais gente, mais sustos e pegadinhas.

Apesar de a festa parecer em um primeiro momento agourenta, ela é na verdade feita para ser engraçada, uma paródia do sobrenatural. É uma comemoração para as famílias, que agrada principalmente as crianças. Os pequenos ficam livres para soltar a imaginação, se fantasiar, comer doces e, quem sabe, ir para a cama mais tarde.

No início, uma festa para celebrar a abundância
O Halloween tem origem em um antigo festival celta, o Samhain, que na língua local significava “fim do verão”. O Samhain era uma homenagem ao “Rei dos Mortos” na mitologia daqueles povos, mas também celebrava a abundância de comida à disposição após a época de colheitas.

No decorrer dos séculos, as festividades foram absorvidas pela Igreja Católica. Mudou-se a data do Dia de Todos os Santos, até então comemorado em 13 de maio, para o dia 1º de novembro. Assim, a Igreja misturou uma tradição considerada pagã aos rituais cristãos.

Comer sempre foi uma parte importante da festa. No princípio, as crianças iam de porta em porta cantando rimas ou dizendo orações aos mortos. Em troca, ganhavam pedaços de bolo.

Os celtas usavam fantasias assustadoras para que os espíritos que estivessem vagando por aí nos dias de festival não os reconhecessem, e assim os vivos não fossem importunados por eles.

O Halloween chegou aos Estados Unidos no fim do século XIX, levado por imigrantes irlandeses. Os americanos deram toque que deixou a data nos moldes que conhecemos hoje. É uma ocasião também muito importante em países como o Canadá e o Reino Unido.

No Brasil, o Dia das Bruxas
Por aqui, convencionou-se chamar o Halloween de Dia das Bruxas. A festa não era muito popular fora do mundo anglo-saxão, mas começou a se espalhar no Brasil por meio das escolas de idiomas, que promoviam atividades voltadas à cultura dos países de língua inglesa. A partir daí, o entusiasmo das crianças pelos temas simpaticamente assustadores tratou de levar a celebração para casas e condomínios.

Além das comidas, fantasias e decorações “horripilantes”, uma dica é programar a projeção de famosos filmes de terror durante a festa. Você não precisa nem se preocupar em escolher. Canais de televisão costumam agendar maratonas dessas obras “do mal” na noite do dia 31.

Sangue de framboesa: comidas gostosas e assustadoras
A comida da festa precisa ser, sem dúvida, saborosa. Mas, afinal de contas, é Dia das Bruxas, então ninguém vai reclamar se ela também dar medinho e ajudar na decoração.

Já pensou em fazer um bolo com cobertura de sangue de framboesa? Se você quiser, pode também moldar cacos de vidro de açúcar para dar ao confeito a impressão de perigo.

Cachorros-quentes com salsichas imitando dedos são outra boa pedida. É só cozinhar a salsicha e depois fazer pequenos cortes para imitar as ruguinhas das articulações. Use pedacinhos de cebola nas pontas, como se fossem unhas. O efeito no meio pão, com ketchup à guisa de sangue, é assombroso.

Para dar um ar jovialmente psicopata à sua festa, coloque os shots de bebida em seringas (novas, por favor). O efeito fica melhor se os líquidos tiverem corante vermelho.

O ‘bolinho de cérebro’ também é rápido e fácil. Você pode usar a sua própria receita de cupcake ou comprá-los prontos. Feito isso, misture chantilly com algumas gotas de corante comestível laranja ou marrom. Coloque o mix em um saco plástico grosso, corte uma das pontas e, como um confeiteiro, decore os bolinhos fazendo ziguezagues que imitam as curvinhas do cérebro que estamos acostumados a ver em desenhos infantis.

‘Buuu’: capriche na fantasia
As fantasias são o ponto alto da festa de Dia das Bruxas. Você pode escolher entre uma vasta gama de personagens assustadores: mortos-vivos, múmias, fantasmas, bruxas, vampiros, lobisomens, esqueletos e diversos outros monstros. É importante caprichar na indumentária, já que ela é a alma da festa, e com certeza vai animar as conversas dos participantes. Carregue na maquiagem.

Há lojas especializadas que alugam esse tipo de fantasia para festas. Elas não são difíceis de encontrar. Mas, se quiser, você pode improvisar com o que tem em casa. Não é difícil fazer uma vestimenta de múmia, por exemplo, com bandagens. Outra possibilidade é fuçar o baú da sua avó: lá, saias, meias e casaquinhos antigos, bem combinados, podem ser tudo o que você precisa para vestir uma bruxa. Depois, é só encontrar um chapéu pontudo e usar massinha para simular uma verruga no nariz.

Não esqueça de outra fantasia: a da casa. A decoração é importante para colocar todo mundo no clima. Uma coisa que não pode faltar é a tradicional lanterna de abóbora esculpida. Com certeza você já viu uma em algum filme.

Com pratos descartáveis e papel crepom branco cortado em tiras, é possível confeccionar fantasminhas para pendurar pelo ambiente. Use canetinha preta para desenhar olhos e bocas.

Em cartolina preta, você pode recortar aranhas e morcegos. Aposte nas combinações de preto, laranja e roxo. Não tem erro.

Com essas dicas, a sua festa de Halloween, seja em casas ou em condomínios fechados de Curitiba, tem tudo para ser horripilante e divertida. Aproveite o Dia das Bruxas, mas tente não matar ninguém do coração.

Foto: Pixabay
Foto: Pixabay

blog comments powered by Disqus

Blog da Bebel

Novo espaço 1903 Batel inova em união de conceito de gastronomia e motocicletas

Empreendimento no Batel traz conceito sofisticado e moderno em um espaço descontraído

Leia aqui

BE CAUSE - Campanha de Ajuda Humanitária

Evento promove intercâmbio entre as diversas culturas de refugiados em Curitiba

Leia aqui

Uma vida dedicada à inclusão

Norte-americano Brad Guidi falou em Curitiba sobre o Camp Big Sky, iniciativa que oferece lazer e conhecimento a pessoas com deficiência de todas as idades

Leia aqui

Flagrantes do Mundo Jurídico

Ódio no Coração.

Infelizmente gerações de brasileiros ainda não souberam o que é viver em um país próspero, seguro e bem governado. Claro que não vou às raízes do Brasil colônia ou império porque seria muito exagero sondar um passado tão mal contado, com episódios históricos envoltos em fatos e fantasias. Tem muita coisa encoberta nos textos da história que aprendemos na escola.

Leia aqui

O Homem que Roubava Processos.

Como é bom e útil ler livros; não importa o nome dos autores e sim seus conteúdos; sejam de histórias, contos, técnicos, ficção ou de autoajuda.

Leia aqui

Nunca Mais!

Como é dia de descanso vou procurar escrever alguma coisa que não perturbe a mente, nem exija reflexões e muito menos sirva para aborrecer. Afinal domingo é um dia para não pensar muito e esquecer-se dos enigmas do cotidiano.

Leia aqui

No balcão sem frescura

Italianos e o Churrasco...

Quando criança, íamos passar o final de semana na chácara em São Luiz do Purunã. Me recordo de acordar aos domingos com o sino da igreja soando de maneira extremamente delicada, é algo que até hoje tem um significado

Leia aqui

Festival de Petisco em bares de Curitiba

Os amantes das comidas típicas de bares assim como eu, poderão se deliciar com o 1º Festival de Petisco de Curitiba

Leia aqui

“Típica dos botecos”, carne de onça vira patrimônio de Curitiba

Votação unânime na Câmara de Vereadores, nesta segunda-feira (5), promoveu a carne de onça – “uma comida típica dos botecos” – a patrimônio cultural imaterial de Curitiba (005.00096.2016)

Leia aqui

Mamãe, eu quero!

4ª Corrida Kids no Shopping Jardim das Américas

O evento mais esperado do Shopping Jardim das Américas já tem data marcada

Leia aqui

Férias em Curitiba

Está faltando ideia de programação para as férias? Fizemos um roteirinho para ajudar!

Leia aqui

Bolachas Decoradas de Natal entram na lista de presentes

Uma receita familiar é o início da história das Bolachas Vovó Elza

Leia aqui

E-ticket

Viajar de carro no Brasil

Cada vez mais as road trips são um novo segmento de destaque entre os Brasileiros. O resgate de viajar de carro é poder explorar e conhecer sem pressa os encantos de cada região

Leia aqui

Barreado fora de Morretes!!

Com esses dias frios, nada como comer bem. A dica de hoje é uma tradicional receita do litoral Paranaense: o barreado. Mas nem só em Morretes, podemos degustar essa maravilha e por isso mesmo listamos algumas opções locais imperdíveis

Leia aqui

Chope nas alturas

Sim, a notícia mais comentada da semana no setor de Turismo, depois das Olimpíadas, foi a divulgação da companhia aérea holandesa KLM que a partir de agosto, passará a servir chope de barril em seus voos

Leia aqui

Aplausos

Raimundo celebra 25 anos do disco de estreia em Curitiba

A turnê comemorativa de lançamento do álbum homônimo de estreia tem como convidado ilustre: Fred Castro, baterista original do grupo e passa pela capital paranaense no próximo dia 06 de abril na Ópera de Arame. Ingressos já estão à venda

Leia aqui

Gabriel O Pensador se apresenta de forma gratuita em Curitiba

Pocket show no dia 28 de fevereiro abre a programação do Conexão Shopping Curitiba de 2019

Leia aqui

Cantor americano BLACKBEAR traz show inédito a Curitiba

Pela primeira vez no Brasil, rapper se apresentará no palco da Ópera de Arame. Os ingressos já estão à venda

Leia aqui