Logomarca NCA Comunicação

Jul10

Herpes: técnicas de diagnóstico para identificar o tipo de vírus e melhorar o desconforto que a doença causa

Categorias // Destaques, Saúde e Bem-estar Lidos 143

O herpes é uma infecção viral. Existem vários tipos de herpes, entretanto o herpes vírus simplex (HSV) e o vírus da varicela-zoster (HVZ) são os mais comumente identificados na população geral.

As formas de contágio e de apresentação da infecção pelo herpes vírus são extremamente variadas. As manifestações clínicas diferem entre os tipos de herpes, sobretudo no tamanho, distribuição e características das lesões.

O vírus pode permanecer assintomática latente por longos períodos e o aparecimento das lesões pode ser recorrente e muitas vezes está relacionado a fatores de risco como estresse, ansiedade, depressão, exposição solar em excesso, baixa imunidade, entre outros.

Métodos de diagnóstico

Os exames mais específicos para diferenciar o tipo de vírus são os métodos imunológicos. Atualmente, o diagnóstico é realizado pelo teste de reação em cadeia de polimerase (PCR).

Este exame é capaz de identificar o tipo de vírus que está causando a doença no paciente e, quanto mais grave for a infecção, mais importante será esta identificação.

"O exame também pode ser utilizado para pacientes com recorrência frequente de lesões, sobretudo aqueles com sistema imunológico comprometido pelo uso de medicamentos ou por doenças como a aids e o câncer", explica Dra. Myrna Campagnoli, diretora médica do laboratório Frischmann Aisengart, de Curitiba.

Para detectar o material genético do vírus, a coleta pode ser feita nas lesões, no sangue ou no fluído espinhal (liquor).


Os principais tipos de herpes

Herpes simples:

O herpes simples (HSV) pode gerar lesões labiais, genitais e/ou oculares.

O vírus do herpes labial é transmitido geralmente na infância por meio de secreções orais, pelo contato direto com as lesões e por objetos infectados.

As principais sintomas da doença são lesões pequenas avermelhadas, que coçam e ardem e podem ter formato de feridas ou bolhas. O tempo de manifestação das lesões varia entre 5 e 7 dias, sem tratamento. Entretanto, há medicações que podem diminuir as coceiras, acelerar a cicatrização das lesões e até bloquear os sintomas de ardência ou dor.

A transmissão do herpes genital geralmente ocorre no início da vida sexual. O herpes genitais se apresenta como lesões ulceradas (machucados) na região da vulva, pênis, ânus, nádegas e/ou virilha, que podem provocar dor e desconforto. Estas lesões aumentam o risco de contágio por outras doenças sexualmente transmissíveis, inclusive o HIV.

O herpes ocular é transmitido pelo contato direto com a saliva ou secreções de pessoas infectadas. Têm sintomas muito parecidos com uma conjuntivite, entretanto afeta apenas um dos olhos e causa dor e extrema sensibilidade à luz. Os casos graves não tratados pode causar a perda da visão.

O herpes vírus pode se alojar em terminações nervosas e permanecer por lá sem causar qualquer sintoma ao indivíduo, em estado de latência, por longos períodos. "Como não tem cura, quando o vírus é reativado as lesões voltam. Pessoas que apresentam episódios frequentes de herpes podem fazer uso contínuo de medicações para prevenir a recidiva e reduzir o risco de transmissão da doença", ressalta a Dra. Myrna.

Herpes-zoster: o vírus do herpes zoster é o mesmo da varicela (catapora) e também pode ser chamado de Varicela-Zoster (HVZ). A varicela geralmente acomete crianças, mas também pode ocorrer na vida adulta. O HVZ pode permanecer latente (adormecido) em uma terminação nervosa por muitos anos após a primeira infecção.

A reativação do vírus na vida adulta provoca lesões parecidas com as da catapora, porém segmentadas e limitadas às áreas daquela terminação nervosa. É um processo bastante incomodo, pois gera sintomas de coceira, ardência e muito dolorimento neste local.

Quando atinge regiões como o tórax ou a perna, a conduta é tratar com medicamentos sintomáticos até que as feridas desapareçam. "O zoster, também conhecido como cobreiro, pode acometer qualquer parte do corpo. Se a face for afetada, dado o risco de acometimento da córnea, há a necessidade de acompanhamento também pelo oftalmologista", destaca a Dra. Myrna.

Entretanto, mesmo com tratamento, há pessoas que permanecem com dor de difícil controle por vários meses ou anos depois da resolução das lesões de pele.

Os idosos são mais acometidos por nevralgia (dor persistente) causada pelo herpes zoster e podem necessitar de medicações mais potentes para tratar a inflamação do nervo.

Previna o herpes

Como o vírus do herpes pode ser transmitido por contato com lesões ativas, todo o cuidado com a manipulação da ferida é pouco: lavar as mãos com água e sabão, antes e depois de cuidar da lesão.

As bolhas e vesículas não devem ser rompidas e se houver secreção líquida nas lesões, a região deve ser coberta para evitar a contaminação de outras pessoas.

Toalhas e objetos pessoais devem ser de uso exclusivo do indivíduo infectado.

Existem vacinas disponíveis tanto contra a varicela como contra o herpes zoster.

A vacinação pode prevenir o contágio e desenvolvimento da doença.

Nos casos em que mesmo após vacinado o indivíduo contrai a doença, esta é muito mais fraca e com menos risco de complicações.

A vacinação contra a varicela é indicada para todas as crianças a partir de 12 meses, adolescentes e adultos que não tiveram catapora, em 2 ou 3 doses, dependendo da idade da primeira aplicação. Por se tratar de uma vacina de vírus vivo atenuado, pessoas com sistema imunológico debilitado (imunodeprimidos) e gestantes não podem receber a vacina.

A vacinação contra o herpes zoster é indicada apenas para pessoas com 50 anos ou mais, em dose única.

Também é uma vacina de vírus vivo atenuado portanto, é contraindicada para pessoas com qualquer grau de imunodepressão.

Sobre o Frischmann Aisengart
O Laboratório Frischmann Aisengart foi fundado em 1945 pela dra. Fani Frischmann Aisengart, uma das primeiras mulheres do Brasil a fundar um laboratório clínico e também uma das primeiras mulheres do Paraná a estudar Medicina. Em 2005, o Frischmann Aisengart foi adquirido pela DASA, importante player de saúde e quinto maior grupo de medicina diagnóstica do mundo. O Frischmann Aisengart é o maior laboratório do Sul do Brasil com mais de 40 unidades em Curitiba, Região Metropolitana, litoral e interior do estado, além de um Núcleo

Técnico-Operacional em São José dos Pinhais, onde são processados os exames.

Para mais informações acesse: http://www.labfa.com.br.

blog comments powered by Disqus

Blog da Bebel

InPAR realiza a terceira edição do Dia do Desafio Ambiental

No dia 27 de outubro, ocorre a 3ª edição do Dia do Desafio Ambiental

Leia aqui

Turma do Martinus celebra 40 anos de formatura

Os alunos da turma de 1978 do 2º Grau (então Científico) do Colégio Martinus, de Curitiba, vão realizar dois encontros em comemoração aos 40 anos de formatura.

Leia aqui

Ballet de Moscou no gelo faz apresentações em Curitiba

Mágico, sublime, majestoso! Imperdível! Apresentações ocorrem em uma pista de gelo de verdade com dimensão de aproximadamente 120m²

Leia aqui

Flagrantes do Mundo Jurídico

Globo da Morte.

Ah! Como era gostoso ver a lona do circo sendo armado, sentir o cheiro do cepilho sendo espalhado no picadeiro e ouvir pelo alto falante o locutor gritar: 
- O circo chegou! E o palhaço o que é? Ladrão de mulher!

Leia aqui

Aumento ou Reposição Salarial?

Meu primo João Carlos, me telefonou ontem pela manhã externando toda a sua indignação com o aumento concedido à Magistratura em razão do estrondoso efeito “cascata” que ele proporcionará para todo o funcionalismo público do país.

Leia aqui

A Farmácia Mudou de Endereço!

Foi na consulta que tive com competente neurocirurgião Dr. Luiz Ernâni Madalosso, meu amigo e irmão, que ouvi dele uma frase que retrata com fidelidade a saúde de todo o ser humano: “Existem duas espécies de pessoas: as que têm problemas de coluna e as que ainda vão ter um dia”.

Leia aqui

No balcão sem frescura

Italianos e o Churrasco...

Quando criança, íamos passar o final de semana na chácara em São Luiz do Purunã. Me recordo de acordar aos domingos com o sino da igreja soando de maneira extremamente delicada, é algo que até hoje tem um significado

Leia aqui

Festival de Petisco em bares de Curitiba

Os amantes das comidas típicas de bares assim como eu, poderão se deliciar com o 1º Festival de Petisco de Curitiba

Leia aqui

“Típica dos botecos”, carne de onça vira patrimônio de Curitiba

Votação unânime na Câmara de Vereadores, nesta segunda-feira (5), promoveu a carne de onça – “uma comida típica dos botecos” – a patrimônio cultural imaterial de Curitiba (005.00096.2016)

Leia aqui

Mamãe, eu quero!

Para a alegria das crianças, já é Natal!

O Natal Curitibano está cheio de magia e até o final do ano tem muitas atrações para os pequenos. Além do Papai Noel, vai ter Galinha Pintadinha, princesas da Disney e outras surpresas.

Leia aqui

Halloween na Carollinha e doces assustadores na Casa da Bruxa

Hoje a dica é conferir o Halloween da Carollinha e experimentar os doces horripilantes da Casa da Bruxa

Leia aqui

Feira Cute Cute acontece de 25 a 28 de outubro

São 60 expositores além de uma programação cultural

Leia aqui

E-ticket

Viajar de carro no Brasil

Cada vez mais as road trips são um novo segmento de destaque entre os Brasileiros. O resgate de viajar de carro é poder explorar e conhecer sem pressa os encantos de cada região

Leia aqui

Barreado fora de Morretes!!

Com esses dias frios, nada como comer bem. A dica de hoje é uma tradicional receita do litoral Paranaense: o barreado. Mas nem só em Morretes, podemos degustar essa maravilha e por isso mesmo listamos algumas opções locais imperdíveis

Leia aqui

Chope nas alturas

Sim, a notícia mais comentada da semana no setor de Turismo, depois das Olimpíadas, foi a divulgação da companhia aérea holandesa KLM que a partir de agosto, passará a servir chope de barril em seus voos

Leia aqui

Aplausos

Curitiba recebe exposição fotográfica de Marina Klink

Registros da Antártica representam o olhar significativo da fotógrafa sobre as riquezas naturais do planeta

Leia aqui

Caixa Cultural Curitiba apresenta o samba de Anaí Rosa

Cantora paulista vai se apresentar com músicos de Curitiba

Leia aqui

Clássicos Positivo traz Orquestra de Câmara de Viena a Curitiba

Com regência e piano de Stefan Vadar, orquestra faz apresentação única no Teatro Positivo, dia 5 de novembro

Leia aqui